5.12.08

Arenavírus

A Organização Mundial de Saúde está de olho:

On September 12 2008, Cecilia van Deventer, a safari booking agent living in Zambia, was flown to South Africa in critical condition. She died just two days later. By October 6 2008, three more people had died: the paramedic who accompanied Cecilia to South Africa, the nurse who cared for her in Intensive Care, and the cleaner who cleaned her hospital room after her death. A fifth patient, a nurse who cared for the infected paramedic, is receiving anti-viral treatment. In all cases, people infected were exposed to infected blood and/or body fluids.

A história é a seguinte. A cidadã acima, Cecilia, pegou a doença no Zâmbia e teve de ser transportada para a África do Sul em 12 de setembro (onde existem os melhores hospitais da área). Tratada numa clínica particular, morreu dois dias depois e contaminou cinco enfermeiros, dos quais três morreram. Os grandes laboratórios nacionais analisaram amostras e identificaram mais uma nada agradável criação de Deus. Seu parente mais próximo é o famigerado vírus sabiá, que andou tocando terror no Brasil. O vulgo do fascínora é febre hemorrágica.

A questão é que esses vírus são tão letais que não têm tempo de se espalhar. Quando soube da notícia fiz um muxoxo de "que pânico" mas o negócio é sério. Pergunte ao Darwin. Ou leia o que este cientista da Columbia University tem a dizer.

4 comentários:

mr. emecê disse...

o terceiro mundo vai explodir e quem estiver de sapata o vai morrer.

Palavras Cruzadas disse...

what the fuck?!?!?
fornication under consent of the king???

mr. emecê cioran disse...

"o terceiro mundo vai explodir* e quem estiver de sapato vai morrer."

Rogério Sganzerla, in " o bandido da luz vermelha'

* De fome, de rotavirus, de arenavirus, de corrupção, ...

Palavras Cruzadas disse...

referências, referências...